14
Fev 11

Alta capacidade da espécie de desenvolver suas larvas em diferentes ambientes é reforçada pelos hábitos humanos

 

Ovos capazes de permanecer pelo período de vários meses grudados num depósito de bebedouro de água, geladeira ou mesmo numa tampa de garrafa para, no momento em que tiver oportunidade de receber água, evoluírem em um processo que pode durar até 60 dias para se tornarem insetos vetores do vírus da dengue.

Essas são algumas justificativas dadas por especialistas para explicar o fato de o mosquito Aedes aegypti, transformar-se num problema nacional de saúde pública capaz de mobilizar médicos entomólogos e sanitaristas, além de toda a rede de saúde.

Uma das características que distingue o Aedes de outras espécies de mosquitos é a capacidade de desenvolver suas larvas em grande variedade de ambientes naturais e artificiais, afirma a professora doutora Maria das Graças Vale Barbosa, médica entomologista da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas (FMT/AM) e pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Segundo ela, essas características do vetor da dengue precisam ser explicadas à toda a população porque no menor vasilhame possível há registro do encontro de larvas do mosquito.

Fatores
De acordo com a médica, a reintrodução do Aedes no Brasil levanta diversas questões de ordem sanitária que merecem atenção especial dos responsáveis pelo planejamento de ações de saúde pública, nas três esferas governamentais. “Fatores associados ao modo de organização das populações humanas têm papel decisivo no estabelecimento de criadouros de Aedes junto aos núcleos populacionais urbanos”, explica.

Um dado importante é que o mosquito tem o habitatdomiciliar e peridomiciliar e preferência por criadouros artificiais, tanto aqueles a céu aberto e preenchidos por água de chuvas, como aqueles utilizados para armazenar água para uso doméstico.

“Nesses criadouros pode haver proliferação de larvas e pupas de Aedes aegypti desde que a água armazenada seja translúcida, acumulada em recipientes situados em locais sombreados e, preferencialmente, de fundo ou paredes escuras”, observa Graça, citando achados de em água acumulada entre as folhas de bromélias, ocos de árvores, escavações em rocha e bambu, para citar alguns dos locais inusitados onde foram identificados criadouros.

Resitência
De acordo com informações do Ministério da Saúde (MS), embora as fêmeas do Aedes aegypti tenham preferência por depositar os ovos em recipientes com água limpa, elas também podem colocá-los em criadouros com água suja e parada.

Por isso, para combater a dengue é importante acabar com qualquer reservatório de água parada, seja ela limpa ou mesmo suja. Outro dado importante é que não basta apenas o simples ato de secar os reservatórios de água parada para impedir o mosquito da dengue de se reproduzir.

É preciso limpar o local também, pois o ovo ainda pode se manter “vivo” por mais de um ano sem água. Daí ser importante lavar semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água, diz o MS. Medindo menos de um centímetro, o Aedes aegypti tem cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas.

Costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Urbano, vive uma média de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez e assim garantir a perpetuação da espécie.

FONTE:A CRÍTICA DIGITAL

publicado por profdbio às 02:39
|  O que é? | favorito
Professor gostei muito do seu blog! Só coisa bacana rsrs

Abraço!
Priscila a 16 de Fevereiro de 2011 às 02:19
oiii professor? passei para dar uma olhadinha e gostei muito... te vejo na escola. SENNA.


♥TE ↨ LOVE♥
emilly naila breves ferreira a 17 de Fevereiro de 2011 às 17:26
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
18
19
20
23
25
28
RSS
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
karakas o kara quer virar um elefante
kkkkkkkkkkkkkk
cadÊ o post???
O assunto esta muito interessante, fez com que eu ...
sorte que esse e um blog de escola se não ia xinga...
A pessoa que faz isso é muito burra! Não precisa d...
nossa imagino que os "fortinhos"lá da escola dever...
Essa é mais uma daquelas pegadinhas de professor.....
hehehehe...ficou foda essa!
Cara...eu acho que cada país...deveria criar uma c...
blogs SAPO