08
Fev 11

 

 

Em decorrência ao uso desenfreado de aparelhos eletrônicos na sala de aula, o Ministério Público Estadual de Roraima (MPE-RR), por meio das Promotorias da Educação e da Infância e Juventude, expediram na manhã desta terça-feira (8), recomendação às escolas públicas e privadas do Estado. Com a medida, os alunos não poderão fazer uso do celular no momento em que as aulas estiverem sendo ministradas.
A notificação recomenda que as unidades escolares do Estado adotem medidas administrativas para que celulares, MP3, MP4 e aparelhos eletrônicos do mesmo gênero permaneçam desligados durante a aula. A informação deve ser repassada à comunidade escolar destacando que a proibição abrange o horário de aula, ficando livre a utilização dos aparelhos no intervalo (recreio).
Se constatada pela direção da escola que, no período permitido, os aparelhos estejam sendo utilizados pelos alunos para situações perniciosas, o mesmo deverá ser desligado de imediato e os pais ou responsáveis serão chamados para tomarem ciência do fato. As secretárias de Educação do Estado e Município assim como representantes das escolas particulares têm 15 dias para adoção das providências previstas na notificação recomendatória.
A recomendação considera que a utilização indevida dos aparelhos eletrônicos por estudantes dentro da sala de aula prejudica o aprendizado da turma por ser uma distração para quem o utiliza e da mesma forma aos colegas. As escolas, em sua maioria, têm em seus regimentos internos a proibição desses objetos; no início de cada ano letivo, essa informação é repassada aos pais, mas a medida não é obedecida.
“Temos muitos problemas com a distração dos alunos durante as aulas. O celular tem sido um dos pontos negativos que a escola tem combatido”, disse a gestora de escola particular, Geane Monteiro. A maior dificuldade, segundo explicou, é a resistência dos pais em aceitar que os filhos não usem o aparelho na escola. “Os pais têm medo de sequestro, de crimes de pedofilia”, completou ao destacar que a recomendação do MPE-RR vai ajudar as escolas a tratar do assunto respaldado em lei.
Desde o ano passado, a Promotoria de Justiça de Defesa da Pessoa com Deficiência, Idoso e Direito à Educação (Pro-DIE), vem acompanhando, por meio de procedimento investigatório, o uso de aparelhos eletrônicos por alunos nas escolas. Diligências feitas por servidores do Ministério Público constataram as dificuldades encontradas por gestores das unidades escolares em decorrência do mal uso do celular durante a aula.
Troca de mensagens, inclusive “colas” em dias de provas, acesso a jogos, além da proliferação de vídeos reforçam a medida que restringe o uso do celular na escola.  “Tivemos registro de uso do aparelho para cometimento de crimes como a difusão de imagens pornográficas, algumas feitas por alunos menores de idade”, observou o promotor de Justiça da Infância e Juventude, Márcio Rosa.
FONTE:FOLHA DE BOA VISTA / http://www.folhabv.com.br/noticia.php?id=103059
publicado por profdbio às 23:03
|  O que é? | favorito
frescura? ou fato?
IdeologiaHacker a 11 de Fevereiro de 2011 às 04:03
Por mim, se ele não atrapalha a aula, pode usa!
Quem vai se ferrar não é eu!
Edú a 13 de Fevereiro de 2011 às 03:54
cara...deveriam deixar...pois eu só consigo copiar escutando musica...
Erik Campos a 24 de Fevereiro de 2011 às 23:40
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
18
19
20
23
25
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

RSS
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
karakas o kara quer virar um elefante
kkkkkkkkkkkkkk
cadÊ o post???
O assunto esta muito interessante, fez com que eu ...
sorte que esse e um blog de escola se não ia xinga...
A pessoa que faz isso é muito burra! Não precisa d...
nossa imagino que os "fortinhos"lá da escola dever...
Essa é mais uma daquelas pegadinhas de professor.....
hehehehe...ficou foda essa!
Cara...eu acho que cada país...deveria criar uma c...
blogs SAPO